segunda-feira, 8 de outubro de 2012

O PRUMO NA MÃO DE DEUS



“Mostrou-me também assim: e eis que o Senhor estava sobre um muro levantado a prumo: e tinha um prumo na sua mão.
E o Senhor me disse: Que vês tu Amós? E eu disse: Um prumo. “Então disse o Senhor: Eis que eu porei o prumo no meio do meu povo Israel”. Am. 7: 7,8

Estamos de passagem por este mundo, peregrinos somos, a cada dia enfrentamos desafios  e chegamos a perguntar: Será que Deus está me provando? Ou o que está querendo me ensinar?

Na verdade os olhos de Deus nunca se apartaram de nós; como um pai cuidadoso, ele a  cada dia quer ensinar-nos algo novo, fortalecer a nossa fé, influenciar no fortalecimento do nosso caráter cristão, e fazer-nos caminhar em retidão.

Há lições fáceis de assimilar, outras são mais difíceis, isso não quer dizer que Deus tenha prazer em ver-nos aflitos ou amargurados  para então nos ensinar lições novas, mas é fato que ele nos ensina através das turbulências que enfrentamos. Tribulações podem transformar-se em grandes lições de vida, que nos ajustam e nos nivelam segundo a sua vontade.

Amós foi um profeta de Deus no 8º  século AC. Na  terceira visão que ele teve, viu o Senhor medindo Israel com um prumo (um cordão com um pêndulo em uma das extremidades). O prumo é usado pelos construtores para manter a verticalidade das paredes.  Naquele ato revelava o exame feito por Deus sobre a conduta de Israel, pois ele havia feito uma planta original para o seu povo. Porém no exame Israel foi encontrado fora do prumo.

Em uma construção muitas ferramentas são usadas, grandes e pequenas, mas o prumo é uma das mais simples e mais baratas, mas de uma importância impar, tanto que, é a que mais se utiliza, e sem ela não se pode construir um prédio, uma casa, uma parede. Um prédio levantado sem prumo não tem segurança, fica torto, oferecendo perigo para quem está dentro ou próximo a ele, pois a qualquer momento poderá ruir.

A Bíblia é o prumo de Deus que verifica se estamos no nível ou não, ela afere  a nossa conduta, o nosso proceder. O crente que está esperando a volta de Jesus precisa estar no prumo de Deus, no nível da Palavra. Não podemos viver dos “achismos”, mas segundo a verdade, e a Palavra de Deus é a verdade. Jesus na oração sacerdotal disse: ”Santifica-os na verdade, a tua Palavra é a verdade”Jo. 17: 17

Muitos cristãos envergonham o Evangelho, seguindo a corrente do mundo, se nivelando ao mundo, se identificando com o mundo e suas paixões, levando uma vida de derrotas, com altos e baixos; porque não aceitam ser aferidos e nivelados pela Palavra de Deus. O nosso espírito, alma, e corpo precisam estar no nível da vontade de Deus.

Deus está com o seu prumo na mão, sobre um muro levantado a prumo, segundo a visão; isso fala de segurança, firmeza. Qual seria o resultado se fossemos examinados pelo prumo de Deus? É uma boa pergunta; cada um examine-se a si mesmo, e responda para si mesmo. Se o prédio está torto, vamos derrubá-lo ou implodi-lo, reconstruindo-o pela planta original com o prumo de Deus. Prédio reconstruído, decoração se faz necessária: o amor, o perdão, a misericórdia, a bondade, a benignidade etc. O mundo está carente destas virtudes, e quem lhes poderá oferecê-las? Nós, como povo escolhido de Deus.

Breve Jesus voltará para levar o seu povo, estarão de fora os que estão fora do prumo e não queiram ser reedificados. Ainda é tempo, “Humilhai-vos pois debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte. 1 Pe. 5: 6   
Shalon Adonai.
                                                       Rosa  Maria Cunha    ( rosamariacunha2012.blogspot.com.br )

Nenhum comentário:

Postar um comentário